O dia em que conheci a Infância

2015/11/05

Quando entrei esta manhã no comboio estava longe de imaginar a surpresa que teria.
Havia apenas um lugar vazio na carruagem. Deixei-me estar em pé. De sorriso no rosto olhou para mim e perguntou:
– não quer sentar?
– Não, mas obrigada por perguntar – respondi.
Mal se sentou, a jovem que estava no lugar ao lado, levantou-se para sair e ela sem pensar duas vezes, sentou-se no banco que havia ficado vago e deu duas palmadas no assento a sorrir para mim: – agora este é pra si.
Grata pelo gesto sentei-me ao lado desta senhora que me cativou desde o primeiro dia em que a vi.
É ainda mais bonita perto.
Falou-me um pouco da vida dela, das amizades que já fez ali no comboio.
Deu uma gargalhada quando lhe perguntei se trabalhava no Porto.
– oh minha querida, estou reformada. Tenho 80 anos. Nem mais nem menos. Não parece? – perguntou de sorriso nos lábios.
Fiquei de queixo caído.
Disse-me que acha que o segredo é não parar. Deita-se à 1 da manhã e às 4h já está acordada e ansiosa por sair da cama.
Vem para o Porto assistir à missa e ajudar no que for possivel.
Foi muito feliz até ao dia em que um Avc lhe roubou o amor da sua vida e pai da sua única filha.
Tinha apenas 45 anos.
Lutou para criar a menina então com 15 anos, pagou a casa, sobreviveu, mas perdeu metade dela.
Passaram 35 anos.
– Faço o que posso para não pensar, mas quando paro..ainda dói. Tenho muitas saudades – disse de lágrimas nos olhos – está cá dentro, sabe?
O meu coração ficou pequenino.
Chegamos a S. Bento. Não dava para continuar a conversar comigo. Tinha o amigo para ajudar. O jovem invisual a quem acompanha todos os dias até ao fim da estação.
Sim.. É isso mesmo que estão a pensar.
Hoje conheci a Infância de 80 anos e garanto que fez o meu dia.

Até breve

L.O

983631_649759231745482_236203246566133461_n

Anúncios

Autor:

Demasiado curiosa sobre tudo o que me rodeia, comove e inspira a escrever. Espero que gostem de ler tanto quanto irei gostar de partilhar convosco. Lídia Oliveira

4 opiniões sobre “O dia em que conheci a Infância

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s